Foto: acervo ONG Chapada

Um grupo de 17 agricultores/as agroecológicos/as da cidade de Araripina, Sertão do Araripe de Pernambuco, começou a entregar uma diversidade de alimentos saudáveis ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do município. Após a publicação do resultado da chamada pública, foi feito um cronograma de entrega semanal dos seguintes produtos: carne caprina e ovina; galinha caipira; coentro; alface; batata doce; cenoura; banana; beterraba; mamão; cebolinha; abóbora; couve folha; pimentão; tomate e cebola.

Foto: acervo ONG Chapada

A estimativa é que cada agricultor/a participante do PNAE receba em torno de 14.500,00$ (quatorze mil e quinhentos reais) distribuídos em parcelas ao longo do ano. Além disso, as famílias agricultoras acessam outros canais de comercialização, a exemplo das feiras agroecológicas no município, do Espaço de Comercialização Agroecológico de Araripina (ECOA), comércios locais e nas próprias comunidades rurais.

Para o presidente do Centro de Habilitação e Apoio ao Pequeno Agricultor do Araripe (Chapada), Pedro Batista, o acesso aos programas de comercialização institucionais contribui com o fortalecimento da agricultura familiar. “A parceria de agricultores/as agroecológicos/as com o Chapada e também com o apoio do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e órgãos governamentais promovem segurança alimentar, geração de renda e melhoram a autoestima das famílias envolvidas”, destaca Pedro.

Fartura nos quintais produtivos agroecológicos | Foto: acervo ONG Chapada

Com os recursos oriundos do processo de comercialização, os/as agricultores/as investem na ampliação das áreas de cultivos e dos sistemas de armazenamento de água e irrigação, assim como possibilita uma melhor organização e controle social das políticas públicas, além de favorecer a divulgação da importância do consumo de alimentos agroecológicos no município.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

limpar formulárioPostar Comentário